Conectate con nosotros

Notas

O que acontece ao cérebro quando toca em alguém que ama

Publicado

en

Um estudo realizado na Finlândia examinou imagens de ressonância magnética que revelam uma sincronização no cérebro de casais ao beijarem-se.

Apesquisa conduzida por investigadores da Universidade de Aalto e do Centro PET de Turku, na Finlândia, observou a atividade cerebral de dez casais para entender como o contato ativa o cérebro humano, segundo a revista Galileu.

No decorrer da experiência científica, os casais mantiveram contato físico durante 45 minutos no interior de um aparelho de ressonância magnética – diga-se, colocando qualquer tipo de romantismo à parte…

«Trata-se de um método excelente para estudarmos a interação natural. As pessoas não reagem apenas a estímulos externos, mas ajustam as suas atitudes continuamente com base no que esperam que aconteça a seguir», afirma a neurocientista Riitta Hari, professora na Universidade de Aalto e co-autora da pesquisa inédita, publicada na revista especializada Frontiers in Psychiatry.

Para dar continuidade a pesquisa os investigadores tiveram que criar um novo design para a máquina, e criaram ainda duas bobinas capazes de digitalizar ao mesmo tempo os cérebros dos indivíduos. Os voluntários foram instruídos para que durante a experiência olhassem fixamente um para o outro, se beijassem e abraçassem. 

Ao analisar a atividade que ocorria no cérebro, os cientistas notaram que além das zonas motoras e sensoriais que haviam sido ativadas no cérebro dos casais também acabava destacando  – o que se traduzia na imitação dos gestos do outro. 

«Durante a interação social, o cérebro das pessoas está literalmente sincronizado», afirma o psicólogo Lauri Nummenmaa, do Turku PET Center, num comunicado emitido à imprensa.

«A imitação mental associada aos movimentos de outras pessoas é provavelmente um dos mecanismos básicos da interação social», concluiu. 

Sigue leyendo
Anuncio

Tendencias