Conectate con nosotros

Notas

7 alimentos que estão arruinando seus rins

Publicado

en

Os rins realizam um trabalho difícil. Filtrar e excretar produtos residuais da corrente sanguínea é apenas o começo. Seus rins também mantêm o equilíbrio hídrico geral do corpo, bem como libera hormônios que produzem hemácias, garantem a saúde óssea e regulam a pressão sanguínea.

Nós exigimos muito dos nossos rins, conscientemente e inconscientemente, através da dieta, medicamentos e toxinas ambientais. O resultado pode ser uma luta contra câncer renal, cálculos renais, doença renal policística ou até insuficiência renal.

Alguns estresses sobre nossos rins não podem ser evitados, e por serem projetados para lidar com as toxinas, podemos confiar que nossos rins são resistentes. Mas, qualquer órgão pode ser tornar sobrecarregado e sofrer danos.

Você pode se surpreender em saber a quantidade de alimentos que podem danificar os rins, mesmo aqueles saudáveis. Certifique-se de que você não está exagerando nos seguintes 7 alimentos.

7. Nozes

Se você é propenso a cálculos renais, nozes não são um bom petisco. Elas contêm uma categoria de minerais chamada oxalatos, e estes são encontrados no tipo mais comum de cálculo renal. Se você tece cálculo renal no passado, não coma nenhum tipo de nozes.

Para pessoas saudáveis, é importante estar ciente da sua ingestão de alimentos contendo oxalato, como espinafre, beterrabas, batatas fritas e  Corn Flakes.

Alguns destes itens, incluindo nozes, podem ser adições muito saudáveis à sua dieta. Mas, assim como tudo na vida, equilíbrio é a chave. Escolha uma variedade de verduras, em vez de apenas espinafre, e coma nozes apenas em moderação.

6. Abacates

Abacates não! Essa fruta deliciosa e cremosa foi o que nos ensinou que comer gordura é ok. Todavia, abacate também vem com uma alta dose de potássio, que controla os fluidos, equilíbrio eletrolítico e nível do pH. Os rins dependem do equilíbrio certo de potássio e sódio para funcionarem de forma apropriada; muito abacate pode causar problemas.

Hipercalemia é o nome dado quando tem muito potássio no sangue, e isso acontece em pessoas com doença renal avançada. Geralmente causa náusea, fraqueza, dormência e batimento cardíaco lento.

Felizmente, você não precisa se preocupar muito com o abacate ou o potássio se não tiver uma doença renal. Seja como for, a maioria de nós não ingere potássio o suficiente na nossa dieta diária.

5. Cafeína

Este é difícil, se você depende de uma xícara de café ou chá matinal para começar o dia. Refrigerante e bebidas energéticas são similarmente perigosas se você já tem problemas com os rins. Estudos mostram que o consumo prolongado de café pode piorar a doença renal crônica, e  pode aumentar o risco de cálculos renais.

Cafeína é um leve diurético, e afeta a capacidade dos rins de absorver água. Em quantidades razoáveis, o café não impede seus rins de acessar água o suficiente para fazerem o trabalho deles, mas em excesso pode ser um problema.

Cafeína também estimula o fluxo sanguíneo e, portanto, aumenta a pressão sanguínea. Novamente, não é um problema se você tem pressão normal, mas é algo para se tomar cuidado se a sua pressão for alta.

4. Laticínios

Laticínios, incluindo leite, queijo e iogurte, são carregados de cálcio e aumentam o nível de cálcio na urina. Isso foi associado a um maior risco de cálculos renais.

Para pessoas que já tem doença renal, reduzir o consumo de laticínios facilita muito o trabalho de filtragem pelos rins. Isto pode retardar a necessidade de diálise.

Manteiga é um laticínio rico em gordura saturada, a qual eleva o risco de doença cardíaca. Infelizmente, doença cardíaca é um grande fator de risco para doença renal, e doença renal apresenta riscos similares para o coração.

Mude para azeite de oliva aromatizado com suas ervas favoritas para colocar no pão e na sua salada, a fim de reduzir sua dependência na manteiga.

3. Sal

O sal trabalha junto com o potássio para manter o equilíbrio hídrico em seu corpo, o qual é fundamental para o funcionamento apropriado dos rins. Mas a maioria de nós consome muito sal na dieta, mesmo antes de salgar o alimento que está na mesa. Produtos processados contêm uma tonelada de sal, mais do que você imagina.

Muito sódio faz com que os rins retenham água para diluir o sal na sua corrente sanguínea, e isso coloca uma sobrecarga excessiva sobre eles.

O hábito prolongado de consumir muito sal aumenta a pressão sanguínea e pode danificar os néfrons dos rins, que são as estruturas microscópicas que filtram os resíduos. Sempre que possível, coma alimentos frescos para controlar o nível de sal.

2. Carne

Carne contém uma quantidade significativa de proteína. Veja bem, proteína é muito importante para o processo de crescimento e para a saúde dos nossos músculos, mas metabolizar a carne é um dos trabalhos mais difíceis que nossos rins fazem.

Uma dieta rica em proteína animal também aumenta o risco de cálculos renais. Por essas razões, uma dieta rica em proteína não é recomendada para pessoas com doença renal.

Carne, especialmente de órgãos como fígado, também tem uma alta concentração de purina. A purina estimula a produção de ácido úrico, um resíduo que é normalmente processado pelos rins. Muita purina sobrecarrega os rins e pode causar cálculos.

Sigue leyendo
Anuncio

Tendencias