Conectate con nosotros

Internacionales

Facebook muda de cara, e Messenger vai se integrar a Instagram e Whatsapp, com versão para desktop

Publicado

en

.


Em evento anual, Zuckerberg diz que futuro da rede é permitir experiências mais íntimas e assume que empresa ‘não tem a melhor reputação’ em relação a privacidade no momento.

Por Thiago Lavado, G1 — San José, Estados Unidos – o jornalista viajou a convite do Facebook

30/04/2019 14h21  Atualizado há 30 minutos


Zuckerberg apresenta novo visual do Facebook, que muda agora no app e ainda neste ano no site — Foto: Reprodução/Facebook

Zuckerberg apresenta novo visual do Facebook, que muda agora no app e ainda neste ano no site — Foto: Reprodução/Facebook

«O futuro é privado», disse o presidente-executivo Mark Zuckerberg na abertura do encontro anual do Facebookcom desenvolvedores, o F8, nesta terça-feira (30).

No evento na Califórnia, o presidente-executivo da empresa divulgou os primeiros passos do grupo nesse sentido, destacando novidades no Messenger, que ele promete que será «o aplicativo de conversas mais rápido» que existe, e a nova cara do Facebook.

O novo Messenger, «refeito do zero», será lançado «dentro de alguns meses», mas Zuckerberg não deixou claro se todas as novidades preparadas para o aplicativo serão lançadas ao mesmo tempo. As principais são uma versão para desktop e integração com WhatsApp e Instagram.

Veja os principais anúncios:

  • Facebook ganha novo visual primeiro no app, e muda no site ainda neste ano, com a cor branca predominando, em vez do azul;
  • serviço de «Facebook Dating», o «Tinder» da rede social, chega ao Brasil e a outros 13 países;
  • Messenger ganhará uma versão oficial para desktop ainda neste ano, que incluirá chamadas em vídeo;
  • o Messenger se integra ao Instagram e ao WhatsApp: por ele vai ser possível mandar mensagens para amigos dessas outras redes sociais; não foi dito a partir de quando;
  • O Messenger foi «refeito do zero», ficou mais leve e promete ser o aplicativo de conversas «mais rápido» que existe; a nova edição será lançada neste ano;
  • Também será possível que amigos assistam a um mesmo vídeo, ao mesmo tempo, no Messenger;
  • No Facebook, os grupos serão mais destacados. Grupos sobre temas diferentes terão funções diferentes. Por exemplo, membros de uma comunidade sobre saúde poderão tirar dúvidas sem o nome aparecer na postagem;
  • Grupos de empregos no Facebook terão uma maneira mais fácil para empregadores anunciarem vagas;
  • Grupos sobre jogos terão um novo chat, para que as pessoas possam acompanhar eventos ao vivo e comentar em tempo real — algo próximo do que já acontece em plataformas como a Twitch e o YouTube;
  • Encontre novos amigos será uma nova função do Facebook, que vai conectar quem estiver disposto a isso dentro de uma mesma comunidade (escola, trabalho ou cidade);
  • Instagram terá uma nova câmera, para facilitar o compartilhamento de fotos e vídeos e o uso de efeitos, filtros e figurinhas;
  • o Instagram terá uma figurinha para doações para entidades;
  • Será possível comprar o look só clicando na foto de quem postou, sem sair do Instagram;
  • empresa testa tirar a contagem de «likes» do Instagram — só o dono da foto vai poder ver quantos teve, se quiser; a ideia é que esta seja uma plataforma com «menos pressão»;
  • Whatsapp Business terá um catálogo, para que os vendedores mostrem produtos.
Nova cara da timeline do Facebook — Foto: Divulgação

Nova cara da timeline do Facebook — Foto: Divulgação

Facebook Messenger ganhará versão para desktop ainda neste ano — Foto: Divulgação

Facebook Messenger ganhará versão para desktop ainda neste ano — Foto: Divulgação

Rival do Tinder no Brasil

Ao mesmo tempo em que Zuckerberg discursava, o Facebook anunciou o lançamento de um serviço rival do Tinder no Brasil. O «Dating» já funcionava em 5 países, e será expandido para mais 14. Veja como ele funciona.

Home do Facebook Encontros, nova ferramenta de relacionamentos da rede social. — Foto: Divulgação/Facebook

Home do Facebook Encontros, nova ferramenta de relacionamentos da rede social. — Foto: Divulgação/Facebook

‘Sala de estar’ e foco em grupos

No discurso desta terça, Zuckerberg repetiu muitas das ideias divulgadas em um comunicado no começo do ano, em que anunciou que iria integrar os aplicativos da família Facebook: a rede social, o Instagram e o Whatsapp.

Ele assumiu que o Facebook «não tem a melhor reputação» em relação a privacidade no momento, mas defendeu que, após a internet permitir que o mundo todo se conectasse, como numa grande praça, o próximo desafio é criar experiências mais íntimas, como numa sala de estar.

As mudanças no Messenger são o primeiro passo, disse o executivo. Outro é destacar mais os grupos no Facebook. Existem dezenas de milhões ativos atualmente e mais de 400 milhões de pessoas participam, diz a empresa.

«Você poderá ver mais conteúdo dos grupos no seu feed de notícias. E vai poder compartilhar conteúdo diretamente com os grupos pelo feed, da mesma forma com que faz com amigos e família», afirmou o Facebook em comunicado sobre as novidades.

Mark Zuckerberg em evento do Facebook nos Estados Unidos — Foto: Thiago Lavado/G1

Mark Zuckerberg em evento do Facebook nos Estados Unidos — Foto: Thiago Lavado/G1

Sigue leyendo
Comentarios

Internacionales

Marte pudo tener condiciones para la vida hace más de 4.000 millones de años

Publicado

en

La primera «oportunidad real» de que se desarrollara vida en Marte pudo darse hace más de 4.400 millones de años, cuando los grandes meteoritos que imposibilitan la vida dejaron de golpear al planeta, según un estudio publicado este lunes en Nature Geoscience.

El trabajo, liderado por la Universidad de Western de Ontario (Canadá), sugiere que las condiciones bajo las cuales la vida podría haberse desarrollado pudieron darse en el planeta hace entre 4.200 y 3.500 millones de años, mucho antes de la primera evidencia de vida en la Tierra, que data de hace unos 500 millones de años.

Se sabe que el número y el tamaño de los impactos de meteoritos en Marte y la Tierra disminuyeron gradualmente después de que se formaron los planetas, señala en una nota la citada universidad, en la que recuerda que los impactos se volvieron lo suficientemente pequeños e infrecuentes como para que las condiciones cercanas a la superficie permitieran el desarrollo de la vida.

Sin embargo, el momento exacto en el que disminuyó este fuerte bombardeo de meteoritos se debatió durante mucho tiempo: los científicos propusieron que hubo una fase «tardía» de bombardeo pesado de ambos planetas que terminó hace unos 3.800 millones de años.

Para llegar a las conclusiones del estudio que ahora se publica, Desmond Moser, de la Universidad de Western, y sus colaboradores analizaron los granos minerales más antiguos conocidos de los meteoritos que se cree que se originaron en las tierras altas del sur de Marte.

Estos antiguos granos, visualizados hasta niveles atómicos, casi no cambiaron desde que cristalizaron cerca de la superficie de Marte.

«Los impactos de meteoritos gigantes en Marte hace entre 4.200 y 3.500 millones de años pueden haber acelerado la liberación de las primeras aguas del interior del planeta, sentando las bases para las reacciones de formación de vida», resume Moser.

Es plausible, añaden los autores de este artículo, que el reloj biológico del Sistema Solar se iniciara mucho antes de lo que se había aceptado anteriormente. UH

Sigue leyendo

Internacionales

Pesquisador da Embrapa diz que agricultura sem glifosato pode sofrer retrocesso na preservação ambiental

Publicado

en

Podcast

Entrevista com Dionísio Gazziero – Pesquisador Embrapa Soja Londrina/PR sobre o Uso do glifosato na agriculturaDownload

LOGO nalogo

Há uma consulta pública em andamento que visa ouvir a comunidade a respeito do uso do glifosato. Sendo assim, o Notícias Agrícolas conversou com Dionísio Gazziero, pesquisador da Embrapa Soja Londrina/PR, para que ele trouxesse alguns apontamentos a respeito do uso desse produto.

Existe, também, uma campanha mundial sobre as consequências do uso do glifosato, embora, até então, ele tenha se mostrado um produto seguro.

Para Gazziero, a consulta pública é um mecanismo importante para que a sociedade possa se manifestar. E, dentro disso, ele aponta que é uma oportunidade também para que o setor agrícola se manifeste a respeito do uso do herbicida.

Ele ressalta que o glifosato é intensamente utilizada no mundo inteiro e que seu funcionamento auxilia qualquer tipo de agricultura. No Brasil, ele é auxiliar do modelo de plantio direto.

O Ministério da Saúde, como lembra Gazziero, diz que o produto é seguro. Essa avaliação também existe em outros países. Para ele, portanto, existe uma grande polêmica para retirar um produto que, até o momento, não tem nada contra ele.

A única questão é que, no controle de algumas ervas daninhas, ele não é mais suficiente sozinho. Entretanto, a aplicação do glifosato pode ser essencial para o controle de erosões.

Para participar da  Consulta Pública nº 613 /2019 , sobre o uso do glifosatoclique aquiPor: Aleksander Horta e Izadora PimentaFonte: Notícias Agrícolas

Sigue leyendo

Internacionales

63 grados asfixian a Kuwait, las temperaturas más altas del mundo

Publicado

en

Los carros se derriten, las personas se deshidratan y el termómetro sube: Kuwait registra las temperaturas más altas del mundo, superan los 60 grados.

Los termómetros de Kuwait lograron un nuevo récord mundial: 63 grados centígrados, la temperatura más alta registrada hasta ahora de todo el mundo. Hasta el momento, cinco personas han muerto por el calor y otras más sufren de deshidratación. Decenas de automóviles se han derretido

De acuerdo con el diario local Al Qabas, el pasado 8 de junio, los termómetros marcaron 52.2 grados centígrados bajo la sombre y 63 bajo la luz directa del sol en el país árabe.Ver imagen en Twitter

Ver imagen en Twitter

TalkAbout™@talkaboutitng

🔥
🔥
🔥

World Record Temperatures in Kuwait.
Up to 52 degrees wow!
Source: The Weather Channel#Kuwait #Heatwave96:08 – 17 jun. 2019Ver los otros Tweets de TalkAbout™Información y privacidad de Twitter AdsPUBLICIDAD

Hasta el momento, al menos cinco personas han muerto por el calor, así que las autoridades han recomendado a la población tomar precauciones para no deshidratarse.

De acuerdo con la comunidad científica internacional, la temperatura más alta que se tenía registrada en algún asentamiento humano, hasta el pasado gin de semana, era de 56.7 grados centígrados, registrada en Death Valley, California, el 10 de julio de 1913.

kuwaitalcanzatemperaturasdemasde60grados 1

PUBLICIDAD

(Foto: Twitter)

Y el panorama no pinta nada bien para los habitantes de esta ciudad; se espera que las temperaturas alcancen los 68 grados durante el verano, que empieza el próximo 21 de junio.

Consecuencias de las altas temperaturas en la salud

  • Dolores de cabeza.
  • Deshidratación.
  • Vómito y diarrea crónicos.
  • Fotosensibilidad.
  • Calambres.
  • Agotamiento.
kuwaitalcanzatemperaturasdemasde60grados 2

(Foto: Twitter)

Sigue leyendo

Más popular