Otros

PF faz operação contra tráfico e mira quadrilha de ‘cabeça branca’

A Polícia Federal deflagrou hoje (22/11) a Operação Sem Saída, no Mato Grosso e no Paraná, para desarticular organização criminosa ligada a mega traficante internacional, Luiz Carlos da Rocha, conhecido como Cabeça Branca, que agia em Mato Grosso do Sul e preso em 1º de julho.

A ação de hoje é um desdobramento da Operação Spectrum, que está em sua 4ª fase ostensiva.

Aproximadamente 100 policiais federais cumprem 18 ordens judiciais, em Curitiba, em Brasnorte, em Tapurah, em Juara, Nova Maringá, no Paraná, e em Cuiabá, no Mato Grosso. Foram cumpridos 2 mandados de prisão preventiva, 2 mandados de prisão temporária e 14 mandados de busca e apreensão.

De acordo com as investigações, a organização criminosa, mesmo após a prisão do traficante, mantinha atuação em atividades criminosas. Nas ações desenvolvidas pela PF, destaca-se a Cooperação Internacional mantida entre a Polícia Federal e a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai – Senad, que culminou no encerramento de 41 empresas, apreensão de 42 mil cabeças de gado e o sequestro de 31 fazendas em solo paraguaio.

O objetivo desta fase é reunir alimentos probatórios da prática dos crimes de lavagem de dinheiro contra o Sistema Financeiro Nacional, organização criminosa, associação para o tráfico internacional de drogas, dentre outros delitos.

Somente nesta Operação o patrimônio arrecadado será de mais de R$ 100 milhões, considerando que somente em fazendas são mais de 11 mil hectares. Trata-se de uma das maiores operações da PF na desarticulação patrimonial de organização criminosa, com atuação no tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro.

Os presos serão conduzidos à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde permanecerão à disposição da Justiça.

Comentarios

Más popular

Arriba