Conectate con nosotros

Otros

CHACO 48 HS,450 MM DE LLUVIA: 4 millones de ganado en peligro

Publicado

en

El ingeniero Carlos Giménez, presidente de la ARP Regional, de Teniente Esteban Martínez, mencionó que en estos últimos meses la crecida inundó gran parte del Chaco.

Sostuvo que en la localidad de Fuerte Olimpo, en menos de 48 horas cayó 450 milímetros de agua, situación que no se repetía desde 1953 y que afecta a todos.

Meteorología sigue anunciando más lluvias.

Sigue leyendo
Comentarios

Otros

Maior da história: carga de cocaína avaliada em R$ 3 bilhões é apreendida

Publicado

en

Destino de 3,3 toneladas de droga era a Europa…

PorMariana Lioto

O Batalhão de Operações Especiais (BOPE), da Polícia Militar do Paraná, interceptou o tráfico internacional de drogas fazendo a maior apreensão de cocaína da história do Paraná: mais de 3,3 toneladas da droga, estavam em uma marina, em Guaratuba, no Litoral do estado. A carga, que tinha como destino a Europa, foi interceptada a partir de uma denúncia anônima. A PM estima que o material ilícito poderia render até R$ 3 bilhões caso chegasse a ser comercializado no destino final. Três homens foram presos, além de apreensão, ainda, de dois veículos, dois barcos e R$ 15 mil em dinheiro.

Segundo o Subcomandante do BOPE, major Durval Tavares Júnior, a denúncia dava conta de que havia uma movimentação estranha de pessoas em uma marina particular na cidade nos últimos dias. “Por volta das 15h30 deste sábado, as equipes do BOPE fizeram a abordagem derradeira e encontraram 3.362,500 quilos [mais de 3,3 toneladas] de cocaína, os dois barcos e os dois veículos. Essa é a maior apreensão de cocaína na história do estado e da Polícia Militar do Paraná”, contou o major. 

As drogas estavam acondicionadas em tabletes que pesam de um a dois quilos e estavam em malas de viagem, no forro do imóvel, prontas para envio”, explicou o major Tavares. O oficial destaca que os policiais militares descobriram a engenhosidade dos traficantes para despistar a fiscalização e despachar as drogas para a Europa.  

“Os envolvidos informaram às equipes do BOPE que a droga seria mandada em navios cargueiros, e que eles utilizavam os barcos infláveis [apreendidos] para fazer o transporte até alto mar e colocar os entorpecentes nos navios”, descreveu o Subcomandante da unidade. 

  A ação, que culminou na apreensão da droga, é um desdobramento do intenso trabalho das equipes do BOPE no Litoral desde segunda-feira (15/07) buscando informações e o paradeiro dos autores do roubo a um banco de Morretes e de Matinhos. “Após recebermos a denúncia anônima, constatamos que o local havia sido alugado há poucos dias, antes do roubo à agência de Matinhos. A partir disso, os policiais do batalhão diligenciaram e confirmaram a movimentação anormal do local”, disse o tenente Eduardo Kendi Fujioka Gritten, que participou da ação de apreensão. 

  “As equipes perceberam que, na maioria das vezes, durante a noite, pessoas saíam da Baía de Guaratuba em direção ao alto mar e depois de um tempo retornavam para o local, porém sem material de pesca ou pescados, nem na ida e nem na volta, o que chamou a atenção. Ontem, por volta das 15h30, os policiais militares flagraram o momento em que um homem deixou uma bolsa cair no chão, a qual revelou seu conteúdo: tabletes de droga, o que motivou a abordagem”, continuou o tenente Kendi. 

Ainda segundo o major Tavares, pelo tamanho das embarcações, estima-se que cada uma poderia transportar até uma tonelada de drogas. Investigações deverão ser feitas agora para descobrir o envolvimento de mais pessoas com o esquema. “Como se trata de tráfico internacional, a Polícia Federal foi acionada e deverá continuar as investigações, do material, que segundo ela poderia render aproximadamente R$ 3 bilhões”, disse o major. 

O tenente Kendi também afirmou que as drogas seriam vendidas na Europa pelo triplo do valor comercializado no Brasil, e proporcionariam um lucro bilhonário ao grupo criminoso. “A apreensão feita pelo BOPE causou um grande prejuízo para esses traficantes, e este é o nosso objetivo, inclusive um deles já era alvo de investigações de tráfico internacional de drogas”, disse. 

 Além da cocaína foram apreendidos, dois barcos infláveis, dois veículos (uma Ford/Ranger e um GM/Prisma), R$ 15 mil em notas de R$ 100,00, dois binóculos para visão noturna e cinco aparelhos celulares. A droga foi trazida, sob escolta policial, para a sede da Polícia Federal em Curitiba. 

AÇÃO CONTINUA

A apreensão e as prisões demonstram que ações de combate ao tráfico estão sendo feitas pela Polícia Militar do Paraná, por meio de ações planejadas e de inteligência, no estado todo, mas em especial no litoral, e junto ao Porto de Paranaguá. “A PM está trabalhando no litoral incansavelmente desde os roubos a bancos ocorridos para restabelecer a segurança e, interceptar uma carga como essa, é, com certeza, trazer mais segurança à população”, destacou o major. 

“A atuação incessante da unidade em trazer segurança para a população, com policiais e viaturas nas ruas o tempo todo, fez com que conseguíssemos fazer essa apreensão, um duro golpe do Estado ao tráfico internacional de drogas, evitando que milhares de pessoas tivessem acesso a essas substâncias ilícitas”, disse o tenente.

As informações são do Bem Paraná. 

Sigue leyendo

Otros

Guaíra – Ao fugir da PRF motorista abandona carreta que tomba na avenida

Publicado

en

Uma carreta carregada com cigarros paraguaios tombou na Av. Almirante Tamandaré, próximo ao Hotel do Papagaio.

Segundo informações extraoficiais, o condutor desobedeceu a ordem de parada, tentou fugir da PRF, porém ao perceber que seria preso, abandonou o veículo ainda em movimento na Avenida que dá acesso à Ponte Ayrton Senna, e fugiu a pé

A carreta acabou tombando e congestionando o tráfego que foi organizado pela equipe da PRF.

Não se tem informações se a carreta era produto de furto ou roubo. O condutor foi preso.

A qualquer momento você terá novas informações aqui no Portal Guaíra.

Redação Portal Guaíra

Sigue leyendo

Otros

Fanpage que difunde guaraní y educa sobre su uso consigue miles de likes

Publicado

en

Fanpage que difunde   guaraní y  educa  sobre   su uso consigue miles de  likes

No es mitãkuéra, mucho menos mitakuéra; es mitãnguéra (Los niños). No es nde rendápe, es ne rendápe (junto a ti). La forma correcta es ka’a he’ê y no kaa hee como se suele escuchar.

Estas son algunas de las aclaraciones o correcciones que la fanpage en Facebook Curiosidades de la lengua guaraní comparte con informaciones relacionadas a la lengua guaraní como historia, evolución, uso oral y escrito, en sus distintos niveles y registros.

“Las publicaciones son como cápsulas breves, fáciles de digerir, pero con rigor lingüístico”, comenta el administrador de la página Arnaldo Casco Villalba, un hablante nativo del guaraní que desde hace unos años milita en el compromiso de difundir y fortalecer el segundo idioma del país.

El objetivo de esta fanpage –que en menos de cuatro meses y con más de 50. 000 likes– es divulgar toda la riqueza de esta lengua, despertar la curiosidad y la sensibilidad de la gente hacia ella y ganar más interesados en aprenderla, sin importar clase social, nacionalidad, preparación, según relata.

Casco difundía informaciones en su cuenta personal en Facebook y notó que tenían buena repercusión, entonces creó el 28 de marzo una página exclusiva y así, sin ningún pautaje publicitario, la fanpage fue creciendo día a día. Son tres tipos de contenidos los que más repercusiones generan, explica Casco. Los temas positivos sobre la historia del guaraní, las peculiaridades o fenómenos distintivos muy propios de la lengua y contenidos que reflejan el uso actual del guaraní son los más populares. “Pareciera ser que si se identifican con el contenido, genera la repercusión positiva”.

Estos contenidos divulgados en la página son del agrado de su administrador, a quien le interesa abarcar todos los aspectos posibles en cuanto a información se refiera sobre este idioma. Reconoce que el tema de su mayor interés es el fenómeno de interferencia lingüística que se genera entre el guaraní y el castellano.

“Entender y explicar este encuentro sistemático de ambas lenguas es apasionante para mí”.

La buena receptividad de la gente, que se refleja en los posteos compartidos y en la interacción en la caja sorprenden, sobre todo, porque comenta Caso, decenas de personas, del país y del exterior, le escriben diariamente agradeciendo por la iniciativa y expresando lo útil que les es la página para ir aprendiendo el idioma.

Sigue leyendo

Más popular