Conectate con nosotros

Notas

Profissão Repórter mostra problemas na formação de médicos no Brasil

Publicado

en

saltodelguairaaldia.com Portal de Noticias de Salto del Guairá

Profissão Repórter mostra problemas na formação de médicos no Brasil
Programa mostra o atendimento precário à população e também o imenso contingente de brasileiros querendo virar médico.
FM CAPITANBADO
PUBLICIDADE.
FM CAPITANBADO já tem o seu próprio APP , sua radio para Android , instalem, comente e avalie o aplicativo para assim ir melhorando.
– FM Capitán Bado: 24 HORAS CONECTADO CONTIGO.
BAIXE AQUI. http://migre.me/q2ZKp

O último Profissão Repórter do ano vai falar dos problemas na formação de médicos, uma das faces da crise na saúde no Brasil. De um lado, pacientes esperando atendimento em corredores e hospitais fechando leitos. De outro, um imenso contingente de brasileiros querendo virar médico, alguns recorrendo até a faculdades em países vizinhos. E, no meio, uma polêmica: o Governo está suspendendo por três anos a autorização para novos cursos de medicina.

prep médicos (Foto: tv globo)
Caco Barcellos entra no Hospital Universitário Pedro Ernesto, ligado à Universidade Estadual do Rio de Janeiro, e registra um cenário de abandono: leitos vazios, funcionários há meses sem receber salários e pacientes há dias esperando por exames. Os residentes reclamam que sua formação profissional fica prejudicada em um ambiente de tanta precariedade.

Em São Paulo, outro hospital universitário, o HU, fechou recentemente as portas de seu Pronto Socorro adulto e infantil. Erik von Poser acompanha a mobilização de funcionários e alunos, que já dura um mês. Alunos de medicina de uma das faculdades mais concorridas do país decidiram entrar em greve e reclamam da falta de diálogo.

PUBLICIDADE.
AHORRA EN SALTO DEL GUAIRA.

Diante da crise de cursos tradicionais, Guilherme Belarmino vai a Minas Gerais e à Bahia para retratar os cursos de medicina recém-criados no Brasil, dentro do programa Mais Médicos. No norte de Minas, os alunos da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri lutam para dar melhores condições à Faculdade de Medicina recém-criada. Eles estudam em um prédio improvisado, sem espaço para todos os laboratórios, e pedem a construção de um novo prédio. Em Eunápolis (BA), uma faculdade particular anunciou um vestibular para medicina antes de estar credenciada pelo Ministério da Educação, frustrando a comunidade local.

Com cursos concorridos nas universidades públicas brasileiras – ou com valores que superam os R$ 6 mil por mês nas particulares, a saída de muitos brasileiros é se matricular em faculdades do Paraguai, como mostra Monique Evelle. Há turmas que chegam a ser totalmente ocupadas pelos brasileiros, que pagam mensalidades de cerca de R$ 600. Mas esses alunos depois terão de enfrentar o Revalida, uma prova para revalidação do diploma no Brasil que no último ano aprovou menos de 30% dos inscritos.

O Profissão Repórter é nesta quarta-feira (20).

PUBLICIDADE.

Sigue leyendo
Anuncio

Tendencias