Conectate con nosotros

Narcotráfico

MS leva 138 toneladas de cigarro apreendido para ser destruído no Paraná

Publicado

en

Um comboio com 14 carretas carregadas com 138 toneladas de cigarro contrabandeado que foi apreendido em Mato Grosso do Sul saiu na manhã desta quarta-feira, dia 29 de julho, de Mundo Novo, para Foz do Iguaçu, onde o material ilegal vai ser destruído pela empresa Irmãos Krefta.

A força-tarefa para o transporte do cigarro envolve a Receita Federal, Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade (FNCP), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Força Nacional de Segurança.

O chefe da vigilância de repressão da alfândega de Mundo Novo, Rodrigo Lara, disse que o ano de 2020 teve um aumento expressivo no número de apreensões de cigarros, e provavelmente isso se deu graças à maior interação dos órgãos de segurança, que vem trabalhando em conjunto nas fiscalizações.

Para alertar a população sobre os prejuízos causados por este tipo de crime, foram pregadas, nas 14 carretas do comboio, mensagens sobre os impactos do contrabando no Brasil.

O translado da carga liberarou espaço físico nos depósitos da Receita Federal, o que possibilita que novas ações de combate e repressão ao contrabando sejam realizadas.

Durante a viagem, toda carga foi escoltada pelas polícias Federal e Rodoviária Federal, e pela Força Nacional.

Megaoperações

Está será a terceira força-tarefa de destruição de cigarros realizada com o apoio do Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade, em 2020. No primeiro semestre do ano o órgão já participou de outras duas megaoperações de combate ao contrabando, uma no Rio de Janeiro e outra no estado do Maranhão.

Sigue leyendo
Anuncio

Tendencias