Conectate con nosotros

Narcotráfico

Brasileiro alvo de operação na fronteira conseguiu fugir 45 segundos antes da chegada de policiais

Publicado

en

Durante operação da Polícia Federal e da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) deflagrada nesta terça-feira (15), o traficante Lindomar Reges Furtado, conseguiu fugir as equipes policiais apenas 45 segundos antes da chegada destas no condomínio de luxo em que ele mora, o Paraná Country Club de Hernandarias. A Senad revelou na manhã desta quinta-feira (17) que ele é considerado o “maior narcotraficante conhecido da atualidade”. Lindomar e a esposa Gladys Aparecida Duarte conseguiram fugir em uma Toyota Hilux.

Segundo o ABC Color, as autoridades não descartam que ele ainda esteja no condomínio, considerando que as imagens do circuito de segurança não mostram o momento em que ele sai do caminhão. Uma das hipóteses é a de que ele pode ter fugido pelo Rio Paraná, ou por uma área de mata.

O assessor de imprensa da Senad, Francisco Ayala, informou que as equipes só foram liberadas três minutos depois da chegada no condomínio e, ao entrarem, tiveram a passagem obstruída por uma BMW. Então, eles tiveram que vistoriar a caminhonete, pois Lindomar poderia estar lá, o que atrasou a chegada das equipes na casa dele.

“Estamos falando de uma diferença de 45 segundos entre a saída do veículo com o narcotraficante e a chegada da equipe”, disse Ayala. Além disso, seguranças do condomínio detiveram os policiais, mesmo estes apresentando mandado de busca.

[Colocar ALT]
Policiais apresentaram mandado na portaria de condomínio. (Foto: Reprodução/ ABC Color)

Não podia ser preso?

Desde 2021 o juiz Carlos Vera Ruíz, de Cidade Del Leste, já tinha concedido habeas corpus preventivo a Lindomar. A casa dele foi revistada por agentes da Secretaria Nacional Antidrogas, porém, cerca de 20 guardas os impediram de entrar de fato na residência, o que resultou na prisão de todos.

A justificativa sobre já obter o habeas corpus, segundo informações policiais, é de que Lindomar era vítima de extorsão por parte da polícia, no entanto, ele já estava sob investigação há dois anos, no âmbito da operação Turf.

Há dois anos a Polícia Federal iniciou a investigação, com a ajuda da DEA dos Estados Unidos e a colaboração das forças de segurança francesas, Marrocos, Bélgica e Espanha, já que os tentáculos desta rede chegavam àqueles lugares com grandes cargas de cocaína que saíam da Bolívia e do Peru.

Furtado foi uma pessoa muito importante nesse esquema criminoso e por isso seria capturado. Ele possui 67 processos abertos no Brasil ligados ao tráfico de drogas. Na operação, um homem identificado como Marcus Vinicius, também brasileiro, foi preso. MIDIAMAX

Entre no grupo do CAPITANBADO COM no WhatsApp e receba notícias em tempo real (CLIQUE AQUI).

Sigue leyendo
Anuncio

Tendencias