Conectate con nosotros

Internacionales

MS:Pescador profissional fisga pacu de 17 kg no rio Taquari em Coxim

Publicado

en

saltodelguairaaldia.com Portal de Noticias de Salto del Guairá

Pescador profissional fisga pacu de 17 kg no rio Taquari em Coxim
O pescador profissional Claudomiro Souza da Silva, de 54 anos, mais conhecido como “Miro”, fisgou um Pacu de 17 kg, no final da manhã deste domingo (8) aos fundos de sua residência, nas margens do rio Taquari, na região central de Coxim.
10978500_725320927582177_364710265238910490_n
Medindo 87 cm, exemplar pesou 17 kg.
10369881_725321020915501_8254984959734022255_n
O exemplar foi pego na linhada de mão e retirado da água com muita dificuldade por “Miro” que mesmo pescando a mais de 33 anos no rio Taquari, ficou admirado com o tamanho do peixe. O pescador contou que utilizou filé de piau como isca.
O Pacu foi retirado da água pelo pescador e depois de pesado, totalizou 17 kg, medindo 87 cm de comprimento e 43 cm de largura.
De acordo com o artigo 2º resolução nº 24, de 06 de outubro de 2011 da SEMAC, por ser pescador profissional e morador ribeirinho, “Miro” pode pescar para fins de subsistência, a cota diária é de três quilos ou um exemplar de qualquer peso, respeitando os tamanhos mínimos de captura estabelecidos pela legislação para cada espécie.
O pescador acionou o Coxim Agora para divulgar o município de Coxim e mostrar que o rio Taquari ainda possui suas belezas como, este exemplar pego e devolvido no rio por “Miro”.
Pacu- Conforme o Wikipédia, os Pacus são típicos do pantanal sul-mato-grossense, dos rios amazônicos, bacia do Prata, originários dos rios Paraná, Paraguai e Uruguai. Alimenta-se de frutos, caranguejos e de detritos orgânicos encontrados na água. Podem atingir 25 kg de peso, comum até 8 kg. São praticadas duas formas diferentes de pesca: na vara de bambu, fisgada com frutos (tucum, laranjinha ou jenipapo) ou pesca apoitada com isca de caranguejo.
Pacu- Conforme o Wikipédia, os Pacus são típicos do pantanal sul-mato-grossense, dos rios amazônicos, bacia do Prata, originários dos rios Paraná, Paraguai e Uruguai. Alimenta-se de frutos, caranguejos e de detritos orgânicos encontrados na água. Podem atingir 25 kg de peso, comum até 8 kg. São praticadas duas formas diferentes de pesca: na vara de bambu, fisgada com frutos (tucum, laranjinha ou jenipapo) ou pesca apoitada com isca de caranguejo.

Sigue leyendo
Anuncio

Tendencias