Conectate con nosotros

Fronteira

Operação Lava Jato cumpre 19 mandados de prisão no Paraná

Publicado

en

Os intermediadores, agentes públicos e nomes ligados a seis concessionárias que administram o Anel de Integração do Paraná são alvos da ação.

Agentes da Polícia Federal cumprem nesta quarta-feira (26) 19 mandados de prisão em Curitiba, Ponta Grossa, Irati, Maringá, Londrina (PR) e São Paulo (SP). Os alvos da 55ª fase da Lava Jato, batizada de Operação Integração II, visam pessoas envolvidas em esquemas de corrupção, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, estelionato e peculato na administração das rodovias federais no Paraná.

Entre eles, intermediadores, agentes públicos e nomes ligados a seis concessionárias que administram o Anel de Integração do Paraná – Econorte, Ecovia, Ecocataratas, Rodonorte, Viapar e Caminhos do Paraná. As informações são do Ministério Público Federal (MPF) no Paraná.

Dos 16 mandados de prisão temporária, um envolve o empresário Luiz Abi Antoun, primo do ex-governador Beto Richa (PSDB).

Em nota, a Polícia Federal explicou que esses nomes estão ligados a núcleos organizados para explorar e obter benefícios indevidos a partir de contratos de concessão de rodovias federais no Paraná.
Segundo a PF, o grupo político era composto por autoridades do governo do estado que agiam em benefício das concessionárias. O núcleo técnico envolvia agentes públicos com estreita ligação com as empresas contratadas.

Entre os três de prisão preventiva, figura o nome do diretor-presidente da Associação Brasileira de Concessões Rodoviárias (ABCR), João Chiminazzo Neto, acusado de intermediar pagamentos de propina acertados entre as concessionárias e agentes públicos.

Delações

O esquema teria começado, segundo delações de colaboradores, em 1999, e os pagamentos feitos em troca da “boa vontade” do órgão em pedidos de interesse das empresas teriam durado até o fim de 2015, totalizando R$ 35 milhões. Segundo o MPF, o dinheiro era dividido entre as empresas de acordo com o faturamento de cada uma e era entregue, em espécie, a agentes do DER/PR e, em 2011, passou a ser pago a funcionários da Agência Reguladora do Paraná (Agepar).

“Somente para o Grupo Triunfo, controlador da Econorte, o operador financeiro Adir Assad [também alvo de mandado de prisão] faturou R$ 85 milhões em notas frias. Já para o Grupo CCR, controlador da Rodonorte, foram produzidas notas frias que somaram R$ 45 milhões”, informou o Ministério Público Federal.

A partir desse esquema, o governo do Paraná firmou aditivos contratuais em 2000 e 2002 com seis concessionárias.

Os contratos foram questionados e chegaram a ser auditados pelo Tribunal de Contas da União (TCU), em 2012, quando diversas irregularidades foram apontadas, mas, ainda assim, foram mantidos. Agência Brasil

Sigue leyendo
Comentarios

Fronteira

Cantor sertanejo morre em acidente em Mundo Novo.MS

Publicado

en

Bruno Henrique Fávaro, 29 anos, conhecido como Jota Bruno, voltava do Paraguai quando perdeu controle e bateu em uma árvore

O cantor sertanejo Bruno Henrique Ribeiro Fávaro, 29 anos, conhecido como Jota Bruno, morreu na madrugada de hoje, em acidente ocorrido na BR-163, em Mundo Novo, a 476 quilômetros de Campo Grande.

No registro da ocorrência, na Polícia Civil, consta que o acidente aconteceu por volta da 1h30, próximo do quilômetro 13.

Jota Bruno, em vídeo caseiro, gravado em 201800:00/03:2900:00Próximo Vídeo×

O rapaz conduzia um Astra e voltava sozinho de Salto del Guairá, no Paraguai, quando, por motivo ainda não identificado, perdeu o controle do veículo e bateu em uma árvore. Ele morreu antes da chegada do socorro.

O cantor já fez parte da dupla Jota e Rodrigo; até 2016, cantava em parceria com Murilo e, atualmente, estava em carreira solo. Nas redes sociais, fãs lamentaram a morte do artista.

O corpo do cantor está sendo velado na funerária Mundo Novo e será sepultado amanhã, no cemitério municipal. Cgnews

Carro em meio ao mato na margem na rodovia (Foto: PRF/Divulgação)

Carro em meio ao mato na margem na rodovia (Foto: PRF/Divulgação)

Sigue leyendo

Fronteira

ALERTA.Previsão aponta que MS só deve ter chuvas significativas em novembro

Publicado

en

Se o tempo seco já está castigando os moradores de Mato Grosso do Sul, a situação não deve melhorar tão cedo. Nesta quarta-feira (11), por exemplo, o índice de umidade relativa do ar chega a 10% no estado. A previsão para os próximos meses não é nem um pouco animadora, a estimativa é de que só haja uma chuva significativa no mês de novembro em MS.

De acordo com informações do Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e Clima), os registros de chuva em MS devem ficar bem abaixo do esperado nos meses de setembro e outubro. Há uma possibilidade de precipitação no extremo sul do estado na próxima semana, mas ainda não há certeza.

“A massa de ar seco que se instalou no estado continua atuando e faz com que as condições meteorológicas não sejam favoráveis pelos próximos dois meses”, explica a coordenadora do Cemtec, Franciane Rodrigues.

Apesar do tempo seco, 2019 ainda não bateu o ‘recorde’ de 2010, quando a cidade de Coxim registrou o índice de umidade do ar de 6%. De acordo com Franciane Rodrigues, o índice de umidade mais baixo registrado em MS neste ano foi de 10%.

Sigue leyendo

Fronteira

Parece ser o fim do mundo Pobre dos animais no Chaco Paraguay (VIDEO)

Publicado

en

Parece ser o fim do mundo Pobre dos animais no Chaco Paraguay (VIDEO)

Sigue leyendo

Más popular